ir parar home > Blog > Transporte Público na Inglaterra: Como funciona?

Transporte Público na Inglaterra: Como funciona?

Uma importante parte de morar ou estudar fora é entender e se acostumar com o transporte público da sua cidade. E dependendo de onde você morar na Inglaterra, pode variar bastante. Você pode usá-lo todo dia ou pouquíssimas vezes. E listamos aqui duas metrópoles inglesas e seus meios de transporte. Dessa forma você pode ter uma ideia de como funciona e quanto custa andar de metrô/ ônibus na Inglaterra:

Londres


O modo de transporte mais famoso e icônico de toda Inglatera é sem dúvida o Underground. E é também conhecido como Tube, o sistema de metrô da capital inglesa é amplo, rápido e eficiente.

E há também ônibus, Overground (um tipo de metrô ao ar livre),  DLR (um outro tipo de trem), trams (bondes) e outros. Mas o mais utilizado, tanto por turistas quanto locais, é o metrô.

Mas o preço das passagens varia de acordo com as zonas de transporte que dividem a cidade. A parte mais central e mais cara, é a Zone 1. Depois dela segue succesivamente até a Zone 6, onde fica o Heathrow Airport.  

Há vários meios de pagar a passagem. E o mais tradicional e prático é o cartão Oyster. Este smartcard eletrônico custa £5, é reembolsável e você pode comprá-lo em qualquer estação de metrô. E porque ele pode ser usado de várias maneiras, uma das mais comuns é o pay-as-you-go (pré-pago). Você carrega o Oyster em até £90 e vai usando até acabar. Mas você não paga por 100% das viagens feitas. Há um limite diário para o preço da passagem de cada zona de transporte. Atualmente Zones 1-3 tem um cap de £8, o que significa que não importa quantas viagens você faça naquela zona, ao atingir o limite de £8, você não paga mais do que isso. E não se esqueça que preços costumam mudar anualmente.      

Encontre mais informações sobre o transporte público em Londres aqui.

Manchester

Geographic

O ônibus é um dos transportes mais utilizados na cidade, pois normalmente são pontuais e numerosos e circulam por toda Manchester. E as passagens podem ser compradas em shops na rua ou com o motorista do ônibus. Cartão de crédito/débito contactless também é aceito em alguns veículos.

Diferente de Londres, Manchester investiu no Tram (o trem ao ar livre), mais conhecido como Metrolink. O tram oferece viagens fáceis e rápidas no centro e ao redor da cidade. Ele conecta todas as principais estações ferroviárias e atrações turísticas de Manchester. Um tram costuma passar a cada poucos minutos e normalmente funciona entre ás 3 da manha até meia noite.  

Passagens de tram podem ser compradas em uma máquina automatica que fica na plataforma. Cartões de débito/crédito, moedas e notas são aceitos. E o preço varia conforme a viagem.

Encontre mais informações sobre o transporte público em Manchester aqui.

National Rail  

Geographic

National Rail é o nome dado para a organização que controla o sistema de trens internos do Reino Unido. O sistema ferroviário é muito forte no país, usado por milhões de pessoas todos os dias, seja para trabalho ou lazer.

E é muito fácil e rápido pegar um trem na Inglaterra, especialmente para ir de uma cidade a outra. Para você ter uma ideia, a distância entre Edinburgo, capital da Escócia e Londres, é aproximadamente 666km. E um trem leva entre 4-5 horas para chegar até lá.

Por isso viajar de trem é uma ótima opção. Mas os preços das passagens podem chegar as alturas dependendo de quando você comprar. E a melhor maneira de adquirir preços mais baratos é comprando com antecedência, afinal os preços vão aumentando conforme vai chegando o dia da viagem. E passagens de trem podem ser compradas até 12 semanas antes do dia da ida.     

Saiba mais sobre a National Rail aqui.

Viajando pela Europa

Uma das grandes vantagens de morar no Reino Unido é a proximidade a outros países Europeus em termos de distância. Porque é muito comum e barato viajar para outros países da Europa. E graças a companhias áreas de baixo custo como easyJet, RyanAir, Jet2holidays, FlyBe e outras, passar um fim de semana em Amsterdam, Paris ou Madrid é normal! Por exemplo um vôo da Inglaterra para Paris, leva menos de duas horas, para ir a Madrid são três! E os preços também não estão tão atrás porque uma passagem de ida e volta para Bologna, Itália pode facilmente custar entre £34-£40 (R$170-R$200).

Dicas para comprar passagens:

  • Pesquise com antecedência, entre três ou quatro meses. E nunca deixe para última hora!
  • Use sites como o Skyscanner, Momondo ou Google Flights para checar passagens em múltiplos sites e flexibilidade de datas.
  • Use uma janela anônima no seu navegador para que seus cookies e dados de navegação não sejam coletados automaticamente. Dessa forma o site da empresa não vai saber que você tem interesse no vôo. E você pode adquirir passagens mais baratas.